proibido-arduino

Por que você não deveria aprender (somente) Arduino agora?


Toda nova tecnologia vem acompanhada de muita gente querendo aderir à “nova tendência” o quanto antes. É sempre assim; uma novidade surge e logo um monte de gente vai atrás querendo fazer parte da nova mania. Isso ocorre em todos os setores e não é diferente no mundo da eletrônica.

O Arduino nem é tão novo assim, mas essa plataforma de prototipação de sistemas embarcados ainda está “na crista da onda” entre hobbystas e profissionais envolvidos com eletrônica. Contudo, nem sempre é uma boa ideia iniciar os estudos da eletrônica pelo Arduino, ou melhor, somente pelo Arduino.

Aqueles que já têm alguma experiência em eletrônica encontram no Arduino uma ótima oportunidade de ampliar seus horizontes aprendendo a criar sistemas embarcados utilizando os microcontroladores da família Atmega, os mesmos utilizados na plataforma em questão. Para esse pessoal, não há problema algum em iniciar os estudos do Arduino focando seus esforços apenas em questões envolvendo a plataforma. O problema é com relação às pessoas completamente novatas na eletrônica.

Muitos indivíduos das mais diversas áreas, não relacionadas à eletrônica, desejam se aventurar no aprendizado do Arduino sem terem conhecimentos mínimos em eletrônica e encontram muitas dificuldades até mesmo para acenderem um Led, que é uma das coisas mais básicas que pode se desejar fazer com a plataforma.

Para ser capaz de fazer qualquer coisa com o Arduino, desde as mais básicas até as mais complexas, há um conjunto de conhecimentos adjacentes que devem ser adquiridos para que a jornada de aprendizado ocorra de forma mais tranquila. Se você não tem experiência com eletrônica é um erro pensar em iniciar seus estudos pensando em aprender somente Arduino, esquecendo-se de outros assuntos tão ou até mais importantes.

Existem muitos conceitos da eletrônica que devem ser absorvidos por quem deseja aprender Arduino, mas listarei abaixo 3 deles que considero imprescindíveis para que se possa fazer qualquer coisa de útil com o mesmo.

 

Entenda o que é a Lei de Ohm

Talvez a Lei de Ohm seja a mais utilizada na eletrônica. Compreender essa importante lei envolve entender o que é tensão, corrente, resistência e potência elétrica, bem como a forma como essas grandezas estão relacionadas. Tudo o que você for fazer na eletrônica utilizará a Lei de Ohm de uma forma ou de outra.

Se você nunca ouviu falar sobre a Lei de Ohm e não sabe como tensão, corrente, resistência e potência elétrica se relacionam, esqueça o Arduino por um tempo e se concentre em aprender mais sobre essa importante lei da eletrônica.

 

Desvende as Leis de Kirchhoff

Junto com a Lei de Ohm, conhecer as leis das correntes e tensões de Kirchhoff é obrigatório caso você deseje trabalhar com eletrônica. O físico alemão Gustav Kirchhoff demonstrou que a soma das correntes que entram em um nó de um circuito é igual à soma das correntes que saem do mesmo. Ele também provou que a soma das diferenças de potencial elétrico em um percurso fechado de um circuito é nula.

Se você nunca ouviu falar das Leis de Kirchhoff, ainda não é o momento de você aprender Arduino caso você deseje fazer mais do que acender ou fazer piscar alguns Leds.

 

Domine os Transistores

Uma grande parte dos projetos desenvolvidos com a plataforma Arduino consiste em acionar dispositivos que consomem uma potência maior do que aquela suportada pelas portas do Arduino. Se você deseja acionar motores de corrente contínua, servo motores, motores de passo, relês, lâmpadas, etc., e resolver fazer isso conectando esses dispositivos diretamente ao seu Arduino, há uma grande possibilidade de você destruir a sua plataforma.

Existem muitas formas diferentes de acionar os tipos de cargas descritas acima e uma delas é utilizando transistores como chave. Se você ainda não sabe trabalhar com transistores e sonha em criar máquinas microcontroladas, ainda não é o momento de você focar seus esforços somente no Arduino.

 

É importante destacar que não estou sugerindo que você não deva aprender Arduino caso você não tenha os conhecimentos descritos acima. Muito menos estou afirmando que o conjunto de conhecimentos que apresentei sejam os únicos e suficientes para que você seja capaz de criar qualquer projeto.

O que estou dizendo é que você deve, no mínimo, conhecer o que foi apresentado para que o seu estudo da plataforma Arduino seja mais proveitoso e menos frustrante.

O que você acha? Dê sua opinião nos comentários abaixo.

 

 

Comentários

  • Jean
    Responder

    Gostei das dicas.

  • tiLTaDo
    Responder

    Também Gostei das dicas, eu gosto de eletrônica para fazer coisas especificas, e não tenho muito interesse em aprofundar. Mas realmente estou tendo problemas. Tentei ligar um servo em um xduino nano, para depois colocar um potenciômetro, fiz as ligações utilizando tutoriais em vídeo, bem simples, e coloquei aquela config de ir de um lado para o outro, porem quando fiz o up da configuração, o servo começou a se movimentar e aparentemente ele forçou apenas para um lado, e parou de funcionar, o motor aparentemente não queimou, e não consigo mais resetar a memoria do xduino, tentei de varias formas que encontrei mas não funcionou, e religando o servo na placa, não da sinal de nada. Acho que perdi minha placa. Se alguém souber de algo e puder me ajudar, fico muito grato.

    • rvertulo

      Olá… fico contente em saber que você gostou das dicas. Em relação à sua dúvida, por favor publique-a em nosso fórum para que nossa comunidade de usuários do site possam visualizá-la e tentar lhe ajudar.

      Abraços

  • Rafael Paixão Buzzatto
    Responder

    Matéria muito bem colocada. Antes de aprender qualquer tipo de plataforma de desenvolvimento, microcontrolador ou o que seja, é muito importante conhecer os princípios básicos que regem na eletrônica. Conforme foi citado, a lei de Ohm é fundamental para o desenvolvimento de qualquer circuito. Realmente com o surgimento do Arduino e o advento da onda maker, houve uma grande procura por realizar projetos de forma independente. A especialização de diversos sites na internet voltada a plataforma do Arduino e a facilidade de usar o mesmo, contribuíram e muito para isso.. e isso é bom!

    Mas realmente a facilidade de usar a plataforma, faz com que a maioria do pessoal iniciante simplesmente vá fazendo projetos sem se preocupar com os princípios básicos. O resultado disso é LED’s sendo acionados sem saber o ‘porque’ do resistor em série, portas sendo queimadas por acionamento de cargas indevidas, transistores que não funcionam como chave devido a troca da carga.. e muitos outros problemas..

    Tema muito bem abordado!

  • rbuzzatto
    Responder

    Muito bom as dicas e tema muito bem abordado.

    É muito comum vermos hoje em dia o pessoa iniciante nessa área, caindo de cabeça no Arduino antes de aprender alguns conceitos básicos que regem a eletrônica.

    Realmente a Lei de Ohm é fundamental para o desenvolvimento de qualquer projeto, entretanto com o advento dessa onda Maker e as facilidades que a plataforma do Arduino trás, estamos vendo cada vez mais sites se especializando no ensino do arduino.. e isso é bom! Entretanto, sem os conceitos básicos temos como resultado LED’s que são acesos sem o conhecimento do porque ter um resistor em série, portas de microcontroladores sendo queimado devido ao acionamento indevido de cargas, transistores que não funcionam como chave devido a modificação da carga de acionamento, e etc..

    • rvertulo

      Sem dúvida… por mais que sejam criadas “facilidades”, os fundamentos sempre são muito importantes e jamais devem ser negligenciados.

  • Victor Moreno
    Responder

    “Não se deve ir com muita sede ao pote” até porque no aprendizado, tudo é uma questão de vencer etapas.

    Abraço!

  • LINDOLFO S KEMMERICH
    Responder

    É importante ter a base primeiro. Depois ir se aventurar com arduino pic ou qualquer outro microcontrolador.

  • Jaime
    Responder

    Eu acho q uma coiza pucha a outra. Que tem interesse em estudar Arduíno, siga em frente! Estudar é o q importa, com o tempo até mesmo os mais leigos iram adequerindo conhemento em várias deciprinas , seja ela na área da eletrônica, elétrica, programação etc. Sejam curiosos e sigam em frente!

    • David

      deciprinas

    • David

      deciprinas adequerindo

  • Aphawk
    Responder

    Durante vários anos fui ativo colaborador de um outro grande fórum de Eletrônica e de microcontroladores.

    80% das perguntas eram feitas por pessoas que não tinham nenhuma idéia de como fazer a parte “física” de uma aplicação com Arduino, isto é, a parte de Interfaceamento com o mundo exterior.

    Claro que o interesse em programar um Arduíno é o principal motivador, mas qualquer interessado tem de conhecer no mínimo como utilizar transistores para acionar Relés, Solenóides, motores simples e claro, o que anda chamando muito a atenção : Leds, Matrizes de Leds, RGBs, e por aí vai.

    Uma vertente mundial é justamente a famosa “Internet das Coisas”, ou IoT, que pode ter centenas de projetos muito simplificados com o uso de módulos tipo ESP8266.

    A integração entre um Arduino e celulares é um ponto muito legal, embora necessite de um conhecimento mais profundo de várias áreas de Eletrônica, WIFI, e programação para Web.

  • THAIS
    Responder

    Muito boa a explicação !!