campo-magnetico

O Campo Magnético: Como ele foi descoberto?


Muitas descobertas científicas ocorrem por acaso e até o ilustre matemático francês Joseph Lagrange, que viveu de 1736 a 1813, citava uma frase a respeito que dizia que “esses acidentes acontecem somente com aqueles que de fato os merecem.”.

O professor de física da Universidade de Compenhague, Hans Christian Ørsted, foi um dos contemplados com esse tipo de “acidente” em 21 de Abril de 1820 durante uma de suas palestras.

Na ocasião, ele colocou a agulha de uma bússola perpendicularmente a um fio pelo qual circulava uma corrente elétrica. Nada aconteceu!

Ao término da palestra, vários estudantes foram até ele na mesa de demonstração e acidentalmente ele posicionou a agulha da bússola paralelamente ao fio. Nesse momento ele observou algo surpreendente. A agulha movimentou-se sozinha e alinhou-se novamente perpendicularmente ao fio, desviando-se do Norte. Ao interromper a corrente elétrica que passava pelo fio, a agulha voltou a apontar para o Norte.

 

campo-magnetico
Hans Christian Ørsted

Ao notar esse fenômeno, Oersted inverteu o sentido da corrente que passava pelo fio e desta vez a agulha apontou na direção oposta. Sem querer, o físico descobriu o efeito da corrente elétrica sobre o magnetismo.

Todo o uso prático que fazemos da eletricidade e dos campos magnéticos na atualidade é fundamentado na interação entre eletricidade e magnetismo e tudo começou a partir de um “acidente”.

 

Comentários